Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher aprova percentual mínimo de 20% de mulheres vigilantes em bancos.

“Iniciado julgamento sobre responsabilidade do empregador por indenização em caso de danos nas atividades de risco.”
setembro 5, 2019
Vigilantes sofrem estresse maior que outras categorias.
setembro 15, 2019
Mostrar Tudo

Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher aprova percentual mínimo de 20% de mulheres vigilantes em bancos.

 

A segurança privada no Brasil geralmente estava atrelada à figura masculina. Aos poucos, porém, mudanças neste cenário já são visíveis. Nos últimos 5 anos o número de vigilantes mulheres cresceu em torno de 140% e, segundo algumas pesquisas, elas já se destacam por superar a expectativa dos clientes. Além disso, as empresas se conscientizaram da necessidade e importância da presença feminina em alguns tipos de abordagem, em situações de contato direto com o público.

Graças talvez a estas mudanças, no dia 28/08/2019, a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 1514/19, o qual determina que bancos tenham, no mínimo, 20% de mulheres em seu quadro de vigilantes.

O projeto, tem como ideia predominante o facilitar a inserção de mulheres nesse mercado de trabalho.

Segundo reportagem de Lara Haje, no Agência Câmara Notícias, “a proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.”

Fonte da imagem: http://www.armoursecurityguarding.co.uk

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *