Reforma da Previdência deve ser votada na Câmara dos Deputados dia 09/07
julho 6, 2019
Entrevista de Emprego: você encontra-se preparado?
julho 14, 2019
Mostrar Tudo

Novo Decreto do Porte de Arma

No dia 18 de Julho, o Senado derrubou a versão inicial do decreto sobre armas do Presidente Jair Messias Bolsonaro. 
Antes do projeto seguir para a Câmara, o presidente revogou o primeiro decreto e reeditou o texto, com algumas alterações.
Apesar do pedido de regime de urgência feito pela Presidência, a Mesa Diretora da Câmara estipulou um prazo de 45 dias para a apreciação da proposta. Devido ao recesso parlamentar programado para julho, o prazo irá encerrar-se no dia 24 de agosto.
O texto autoriza o porte “a qualquer pessoa que demonstre exercer atividade profissional de risco ou ameaça à sua integridade física em virtude de vir, potencialmente, a ser vítima de um delito envolvendo violência ou grave ameaça.”Também será preciso comprovar a efetiva necessidade do porte, a qual se efetivará pela demonstração do exercício da atividade profissional de risco.
No caso dos vigilantes, o texto permite o pedido do porte sem ter que justificar a efetiva necessidade. A profissão de vigilante ja é perigosa por natureza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *